A trajetória da escritora e micóloga Helen Beatrix Potter

A trajetória da escritora e micóloga Helen Beatrix Potter

Por Larissa Faustino 

Helen Beatrix Potter, impossível conhecer sua história e suas obras sem se apaixonar.

Potter foi uma escritora de livros infantis muito bem conceituados. Um de seus livros mais famosos foi “The Tale of Peter Rabbit“, feito em versos e ilustrações dotadas de uma delicadeza única com cores suaves e esboços bem típicos de sua época, esgotou antes que a próxima edição comercial fosse impressa. Sucesso total.

Mas sua trajetória na literatura, apesar de encantadora, não é o objetivo nesse momento: por volta dos vinte e poucos anos, ela desenvolveu um grande interesse pela micologia e começou a produzir desenhos incrivelmente maravilhosos de fungos, coletando espécimes de cogumelos e montando-os para uma observação cuidadosa sob o microscópio.

Ela acreditava que a arte e a ciência podiam caminhar juntas, e o que mais lhe chamava atenção nos fungos eram suas “qualidades de fadinhas”, que a lembravam muito os contos de fada que escrevia, e a variedade de formas e cores. Com suas observações microscópicas, ela passou a se interessar na forma como os fungos se reproduziam, algo mal compreendido na época. Potter logo começou a realizar seus próprios experimentos a partir da germinação de esporos. Ela estabeleceu suas teorias e descobertas em um artigo intitulado “Sobre a germinação dos esporos de Agaricineae”, acompanhado por ilustrações bem detalhadas.

No entanto, Beatrix vivia em uma época em que as mulheres não tinham voz, direito de votar e raramente acesso ao ensino superior, e consideradas propriedade de seus maridos. A Sociedade Linneana de Londres era exclusivamente masculina e proibia as mulheres de serem membros, negava-lhes o acesso à biblioteca de pesquisa e nem sequer lhes permitia comparecer as apresentações de artigos científicos, sendo extremamente contra a proposta de Beatrix.

Um século mais tarde, a Sociedade Linneana emitiu um pedido de desculpas por seu sexismo histórico e, ainda hoje, muitas ilustrações de fungos de Potter são estudadas por sua precisão científica e consultadas por muitos micologistas pelo mundo todo.

Ela foi uma grande mulher, micóloga, naturalista, ilustradora e uma das mais influentes autoras de histórias infantis de todos os tempos.

Fonte das imagens: http://armitt.com/armitt_website/beatrix-potter/.

Fontes das informações do texto:
_<
https://www.brainpickings.org/…/beatrix-potter-a-life-in-n…/>
_<
http://www.estudopratico.com.br/vida-e-obra-de-beatrix-pot…/>
_<
http://www.dn.pt/…/contos-completos-de-beatrix-potter-edita…>
_<
http://www.dn.pt/…/contos-completos-de-beatrix-potter-edita…>
_<
https://livrossempapel.com/…/04/17/colecao-beatrix-potter-2/>
_<
http://armitt.com/armitt_website/beatrix-potter/>